Imprensa Mitfokus

Tecnologia na medicina: a rotina financeira pode ser fácil

Tecnologia na medicina: a rotina financeira pode ser fácil

A rotina financeira e fiscal médica é um desafio, porque consome tempo. E tempo é algo que o médico não tem.

Já pensou em contar com a tecnologia na medicina para facilitar a rotina financeira e contábil?

Alguns desafios comuns do dia a dia da profissão relacionados à gestão do negócio na área da saúde incluem a dificuldade na gestão de documentos, tanto os documentos da empresa quanto aos boletos relacionados à impostos que o médico precisa pagar. 

Consequentemente, é comum que o médico não saiba afirmar quais impostos ele paga e quando deve pagar.

Em relação à emissão de notas fiscais para seus pacientes e para hospitais, essa é uma burocracia em que o médico perde bastante tempo, além de não conseguir acompanhar com precisão o histórico de notas fiscais emitidas 

Além disso, o médico normalmente não consegue responder rapidamente questões básicas, como:

  • Qual é o seu faturamento?
  • Qual é a alíquota efetiva do seu imposto?

Consequentemente, não saber responder na ponta da língua essas questões simples, pode acabar pesando no seu bolso, com o pagamento de impostos a mais para a Receita Federal!

Mas você sabia que esses desafios que o médico enfrenta na rotina financeira e fiscal podem ser solucionados com tecnologia?

A tecnologia na medicina facilita a rotina financeira 

Embora a realidade da gestão contábil e fiscal comum ter burocracia, papéis e dores de cabeça, isso não acontece quando o médico tem uma contabilidade especializada tecnológica. 

Hoje, o médico que conta com a tecnologia como aliada para sua rotina financeira e contábil, ganha tempo, resolve as coisas praticidade e emite notas fiscais com agilidade.

Além disso, se mantem em dia com o pagamento de impostos, acessa seus documentos em poucos cliques e sabe dizer rapidamente qual é o seu faturamento e o quanto paga em impostos. 

Na prática, conheça os benefícios de contar com a tecnologia na medicina para a sua gestão financeira e fiscal. 

Agilidade em emitir notas fiscais 

Já imaginou emitir notas fiscais com poucos cliques de forma segura? 

Com um aplicativo  contábil, você facilmente copia os dados da última nota ou cria uma nova, seguindo um passo a passo super intuitivo. Esse processo leva apenas 1 minuto! 

E ainda, você consegue facilmente acompanhar o histórico de notas fiscais emitidas. 

Agora pense o quanto você poderia otimizar o seu tempo, considerando o alto volume de transações financeiras e emissões de notas.

Não precisa enviar o extrato bancário

Precisa enviar manualmente os extratos bancários? 

Com a solução automatizada, você simplesmente sincroniza os dados da sua conta bancária e não precisa mais enviar mensalmente para o contador. A sincronização é apenas para leitura, ou seja, ainda não permite movimentações.

Acesso rápido aos documentos da empresa médica e boletos de impostos 

A gestão de documentos centralizada em um só lugar, na palma da sua mão. 

Com um aplicativo de contabilidade, você consegue acessar rapidamente os documentos da sua empresa, como o contrato social, por exemplo, com máxima segurança.

Além disso, consegue acompanhar o calendário de impostos do mês e acessar os boletos que irão vencer. Isso leva ao próximo benefício: você não vai esquecer o pagamento de nenhum boleto!

Notificações de vencimento de impostos

Manter os impostos em dia é fundamental para garantir a saúde financeira do seu negócio, e contar com um aplicativo de contabilidade é essencial!

Isso porque é comum médicos esquecerem o pagamento de impostos. Com a tecnologia, você recebe notificações tanto quando um novo boleto é adicionado pelo contador, quanto um boleto estiver próximo do vencimento.

Acompanhamento do faturamento e alíquota de imposto

Por fim, um dos benefícios principais em contar com a tecnologia na medicina para facilitar a rotina financeira: conseguir acompanhar o faturamento e a economia de impostos a apenas um clique! Isso porque ao acessar o aplicativo, já na tela home você consegue visualizar essas informações.

É a facilidade que o médico precisa para entender como está a situação financeira do seu CNPJ!

Apenas um aplicativo de contabilidade te entrega esses benefícios: O Aplicativo Mitfokus!
Tecnologia na medicina: aplicativo facilita rotina financeira do médico

Disponível também na versão web, essa solução tecnológica foi desenvolvida especialmente para médicos, clínicas e consultórios. Com ela, você terá acesso a essas e outras vantagens, para otimizar o seu tempo e garantir a saúde financeira do seu negócio.

Quer saber mais sobre como o aplicativo Mitfokus pode te auxiliar? Solicite informações aqui

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, Tecnologia na medicina, 0 comments
O que o médico precisa saber antes de solicitar um empréstimo?

O que o médico precisa saber antes de solicitar um empréstimo?

Solicitação do recurso, se não tiver uma análise prévia feita por um especialista, pode resultar em dívidas e riscos de perdas de bens

O que o médico precisa saber antes de solicitar um empréstimo? Essa é uma dúvida bastante comum, e são vários os motivos que levam o profissional da área da saúde a solicitar um.

Seja para abrir sua própria clínica ou consultório, fazer uma especialização, pagar dívidas, entre outros. Na prática, o crédito pessoal pode ser uma boa opção para o profissional da saúde em diferentes momentos da sua vida, vez que a taxa de juros geralmente é menor do que em outras modalidades. 

Mas, antes de falar se essa é ou não uma boa opção, é importante esclarecer o conceito de empréstimo, uma expressão amplamente conhecida no Brasil. 

O que é um empréstimo bancário?

Na prática, se trata da concessão de dinheiro por uma instituição financeira a uma pessoa, seja física ou jurídica. 

Em contrapartida, o banco ou instituição que disponibiliza os fundos espera receber o montante de volta, com pagamentos parcelados e juros. 

Antes de liberar o valor solicitado, é necessário cumprir certos critérios, incluindo a assinatura de um contrato que estabelece penalidades significativas por atrasos. 

Além disso, a pessoa que busca o empréstimo precisa atender a alguns requisitos, como não ter dívidas financeiras ou tributárias. E isso vale, inclusive, para os médicos recém-formados.

Empréstimos x financiamentos

Você pode se confundir entre empréstimo e financiamento, acreditando que ambos são termos equivalentes. Entretanto, essa não é a realidade. 

Como citado anteriormente, um empréstimo envolve a concessão de crédito para que o cliente possa utilizar o dinheiro como preferir. 

Já um financiamento tem um propósito específico definido antecipadamente, como a aquisição de uma casa própria ou um veículo, por exemplo.

Geralmente, os financiamentos têm valores mais elevados. Portanto, as instituições financeiras, antes de concederem o bem, solicitam alguma garantia de que o pagamento será feito dentro do prazo estipulado. Neste caso, as taxas de juros são menores.

Assim, é comum que a burocracia para a aprovação de um financiamento seja substancialmente maior em comparação ao empréstimo. 

Frequentemente, o empréstimo demanda apenas um comprovante de renda, além dos documentos essenciais como RG, CPF e comprovante de residência.

Custos

Cada empréstimo possui um custo que varia conforme o montante solicitado e a taxa de juros atual estabelecida pela instituição financeira. 

Além disso, esses juros aumentam à medida que o tempo de pagamento do empréstimo se estende. 

Embora os prazos possam chegar a 60 meses, as instituições financeiras costumam oferecer as simulações comuns para parcelamentos de até 48 vezes.

Além das penalidades por atraso ou falta de pagamento, muitas instituições financeiras requerem uma garantia, como um bem, para conceder um empréstimo. 

Portanto, antes de solicitar um empréstimo, todo médico deve considerar uma coisa: o montante total a ser pago de volta será sempre consideravelmente maior do que o valor inicialmente solicitado. 

Além disso, é importante refletir sobre a possibilidade de que usar um empréstimo para quitar uma dívida possa, de fato, resultar em um aumento ainda maior da dívida. Pondere bem esses aspectos.

Portanto, antes de solicitar um empréstimo, o melhor que o médico pode fazer é analisar todas as contas, observando se o pagamento das parcelas não vai afetar mais do que 30% de sua renda.

O que fazer antes de solicitar um empréstimo?

É importante salientar que a taxa média de juros cobrada para empréstimo pessoal pelos principais bancos brasileiros foi de 7,99% ao mês em agosto deste ano, um acréscimo de 0,34 ponto percentual em relação ao mês anterior, que ficou no patamar de 7,65% [julho de 2023].

A Mitfokus Contabilidade Médica recomenda que os médicos se façam algumas perguntas importantes antes de assinar um contrato de empréstimo. 

Essas perguntas são fundamentais para avaliar a verdadeira necessidade do recurso adicional, garantir que o tomador do empréstimo esteja agindo com responsabilidade e auxiliar na tomada de decisões financeiras conscientes e informadas:

  • Minha renda mensal me permite pagar cada parcela pontualmente, sem atrasos?
  • Caso eu enfrente uma emergência financeira, como planejo quitar o empréstimo?
  • Vale a pena o esforço despendido considerando os juros envolvidos?

Depois dessas questões devidamente respondidas, se o médico achar que vale mesmo a pena pegar um empréstimo, o passo seguinte é pesquisar as melhores taxas de juros entre as instituições financeiras com credibilidade no mercado. 

Outro conselho importante é ler o contrato com muita atenção, analisando cada detalhe e tirando dúvidas.

Ao saber exatamente o que médico está assinando, é possível conseguir garantir o cumprimento dos direitos e deveres entre cliente e instituição financeira.

Evite problemas ao pedir um empréstimo

O grupo Mitfokus oferece recursos para que os profissionais da saúde que precisam tomar empréstimo evitem problemas que poderiam ser sanados no momento da análise do documento. 

Dessa forma, os especialistas da Mitfokus analisam se não há outro meio de se conseguir ampliar as finanças, sem correr riscos que muitas vezes são desnecessários.

Outro recurso ofertado pelo grupo Mitfokus para auxiliar o médico, é o planejamento tributário

Com ele, o médico consegue identificar as melhores opções de deduções, que são abatimentos de valores na base de cálculo do imposto devido aos cofres públicos, bem como aproveitar benefícios fiscais previstos em lei, reduzindo legalmente os custos operacionais da sua empresa.

Portanto, a consequência de uma melhor organização fiscal, é a otimização das finanças, o que garante ao médico mais vantagem competitiva. 

Assim, os recursos poupados podem ser reinvestidos em áreas-chave para fazer o negócio prosperar em termos de pesquisa, tecnologia, desenvolvimento, e estrutura para enfrentar a concorrência e se manter no mercado. 

Agora que você já sabe tudo o que o médico precisa saber para solicitar um empréstimo, entre em contato com a Mitfokus clicando aqui, para fazer o seu planejamento tributário. 

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, Conteúdo para Médicos, 0 comments
Como uma contabilidade médica online facilita a rotina da clínica?

Como uma contabilidade médica online facilita a rotina da clínica?

Entenda como uma contabilidade médica online pode otimizar a sua clínica, com a simplificação de diversas tarefas.

Para uma clínica médica gerar competitividade no mercado, é fundamental saber administrar os processos internos. São muitas as informações e encargos e é natural que os médicos precisem de auxílio. Assim, para sanar essa dor do mercado existe a contabilidade médica online.

Hoje, pode ser um desafio manter o negócio em dia com as obrigações fiscais e financeiras, as folhas de pagamento dos funcionários organizadas, bem como as estratégias para lucros e expansão do negócio.

Porém, com uma assessoria contábil especializada na área médica e o apoio da tecnologia, você pode ficar tranquilo. 

O que é uma contabilidade médica online?

A área da saúde possui regulamentações e especificidades que uma contabilidade comum não entende. 

Dessa forma, uma contabilidade médica online oferece serviços com foco na saúde financeira da clínica, a partir do entendimento da complexidade das regras tributárias e das particularidades da área.

Somado a isso, com tecnologia uma contabilidade médica oferece ao médico gestor ferramentas de gestão contábil e financeira  

Um recurso que pode ser acessado em qualquer momento por smartphones ou notebooks para simplificar os processos no dia a dia da clínica.

Mas as vantagens de uma contabilidade médica online não se resumem a essas. Confira agora, outros benefícios para a sua clínica médica.

Diminuição de erros

Há mais precisão na hora de executar os serviços contábeis e financeiros, como entrega de obrigações acessórias e fluxo de caixa, identificando — e corrigindo fenômenos — que colocam em risco o patrimônio empresarial.

Agilidade e segurança

A gestão de todos os documentos, como contrato social, guias de ISS, guia de DAS, notas fiscais, entre outros, em um só lugar, com fácil acesso e segurança é primordial.

Essa organização proporciona ao médico o cumprimento das diferentes determinações legais, fiscais e administrativas, facilidade para fins de informação ou pesquisa.

Além disso, com uma contabilidade médica online, o médico gestor consegue emitir notas fiscais rapidamente por meio de tecnologias como o aplicativo Mitfokus, em que é possível copiar os dados da última nota fiscal, ou seguir o passo a passo na própria ferramenta. 

Atendimento das legislações de maneira mais precisa

A contabilidade médica online oferecendo dados em tempo real das empresas médicas, é fundamental para que o médico administre o negócio legalmente.

Somado a isso, que o gestor da clínica possa tomar decisões inteligentes sobre seu negócio.

Sem multas e penalidades

Para uma clínica existir é necessário que toda a documentação esteja em dia, mantendo em ordem todos os registros de operações e transações. 

Sem esse cuidado, a empresa pode sofrer penalidades fiscais, por apresentar informações equivocadas, não entregar os documentos no prazo estipulado ou até mesmo perder os prazos para pagamento de impostos. 

Neste quesito, o aplicativo Mitfokus envia notificações de vencimentos, assim os médicos conseguem se organizar para não perder os prazos de pagamento desses impostos.

A ferramenta também oferece um calendário de impostos, para o médico verificar quais boletos irão vencer no mês, e agendar o pagamento, evitando assim multas e juros.

Aumento da produtividade

Na plataforma Mitfokus, a visualização de relatórios por consultas e/ou localidade, faz com que a produção médica de cada profissional se torne visível e compreensível.

Além disso, os documentos geram informações completas acerca do pagamento de cada médico, já com os descontos das variáveis com impostos proporcionais.

Dessa forma, a Mitfokus orienta os médicos às melhores formas de atuação, e ajuda a eliminar processos que consomem o tempo e não agregam valor ao serviço final. 

Uma vez que o tempo dispensado em questões contábeis, para os médicos empreendedores, é reduzido, ele consegue se dedicar de forma mais completa ao seu negócio e aos pacientes.

Portanto, com a ferramenta de gestão financeira e contábil da Mitfokus na palma da mão, as rotinas da clínica são simplificadas.

Tecnologia aliada ao atendimento personalizado de um time contábil

A Mitfokus Contabilidade Médica foca ainda todo seu trabalho no atendimento humanizado, oferecendo ao médico uma experiência única e personalizada.

Assim, a empresa cria tecnologias para facilitar os processos, mas priorizando a experiência do cliente, acompanhada de perto por um time de especialistas em finanças médicas. 

Quer saber mais sobre os serviços da Mitfokus? Clique aqui.

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, 0 comments
Contrato social: 11 cuidados ao formalizar a abertura de empresa

Contrato social: 11 cuidados ao formalizar a abertura de empresa

Descubra os principais cuidados que o médico precisa ter ao abrir sua empresa na área da saúde

O mercado de trabalho na área médica é bastante diverso. Porém, a principal escolha dos médicos recém-formados é pela abertura da própria empresa. Sendo assim, a elaboração do contrato social para a formalização do negócio exige uma série de cuidados que você verá a seguir. 

Essa é uma jornada que envolve empreendedorismo, inovação e a capacidade de moldar o futuro da saúde. Logo, os profissionais médicos que desejam abrir uma empresa precisam ter atenção redobrada, assegurando a conformidade e o cumprimento de requisitos legais e fiscais pertinentes à sua formalização.

Portanto, elaborar um contrato social exige uma série de cuidados que você conhecerá agora.

Objetivo Social

No documento deve constar quais serão os serviços da PJ médica e a atividade que a empresa irá desempenhar. Para isso, é necessário consultar a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), Nessa etapa é fundamental descrever qual a atividade a empresa vai exercer.  

Caso haja dúvidas na definição, vale consultar o enquadramento do CNAE, instrumento de padrão nacional que define as atividades econômicas por meio de códigos e resumo da função.  

 Divisão de poderes e trabalho  

Para que a empresa funcione de maneira eficaz, é crucial estabelecer com clareza as responsabilidades de cada sócio. 

Isso inclui definir qual será a contribuição de cada um para o capital social no início da sua empresa, quais decisões podem ser tomadas por cada sócio, como será distribuída a participação nos lucros e perdas e se haverá pagamento de pró-labore aos sócios desempenharem papéis específicos, sejam eles relacionados à prestação direta de serviços médicos ou funções administrativas.

Logo, essa clareza contratual promove um ambiente de negócios mais justo e equitativo, e também protege os interesses de todos os envolvidos, reduzindo potenciais conflitos no futuro. 

Da mesma forma, ajuda a assegurar que a empresa médica esteja em conformidade com a legislação e regulamentações aplicáveis, o que é crucial em um setor tão sensível como o da saúde.

Registro no Órgão de Classe  

Todas as atividades médicas estão sujeitas a regulamentações específicas do Conselho Regional de Medicina. Certifique-se de que a empresa esteja registrada nos órgãos competentes e cumpra todas as exigências legais.

Nome Empresarial

Escolher o nome empresarial é muito importante. Isso porque você precisa definir bem para que os pacientes possam lembrar com facilidade. 

Acima de tudo, o nome precisa estar em conformidade com as regras dos órgãos regulatórios e de registro. Muitas vezes, nomes que induzem a erro ou dão a entender especializações que os sócios não possuem são proibidos.

Outra providência importante é o registro da sua marca no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). A saber, o registro no INPI garante exclusividade do uso do nome da empresa, traz credibilidade e evita que outras empresas utilizem nomes semelhantes que podem afetar a reputação de sua empresa. 

Participação de Terceiros

Nesse sentido, se houver participação de investidores ou sócios não-médicos, é importante definir claramente qual será o seu papel na empresa, uma vez que certas atividades e decisões podem ser restritas a profissionais de saúde.

Regulamentações e Licenças

Confira todas as licenças e autorizações específicas necessárias para a prática da medicina, de acordo com o município. Entre elas, as taxas de licença para abertura do espaço, emissão do alvará de funcionamento, licença do corpo de bombeiros, certificado de limpeza urbana, entre outras documentações.

Ética profissional

A empresa deve funcionar respeitando os princípios éticos profissionais.

Sendo asssim, o contrato deverá incluir cláusulas relacionadas à ética e aos padrões profissionais que os médicos e outros profissionais de saúde da empresa devem seguir.

Responsabilidades

O contrato deve constar questões como as de responsabilidade legal e financeira em caso de processos judiciais, reclamações de pacientes ou outras situações similares.

Se um cliente entrar na justiça por algum motivo, é preciso que a clínica esteja preparada para se defender, e essa proteção começa com o contrato social.

Cessão de cotas e saída da sociedade

Nesse sentido, o documento da sua empresa precisa prever os procedimentos que deverão ser realizados em caso de venda ou transferência de cotas entre os sócios, bem como, os passos que devem ser seguidos em caso de saída de um sócio da empresa.

Alterações contratuais

No contrato social devem constar alterações contratuais futuras, especificando se será necessária a aprovação unânime dos sócios ou se existem outras regras para essas modificações.

Resolução de Conflitos

Conflitos entre sócios ocorrem com frequência, seja por um relacionamento profissional desgastado ou por falta de alinhamento entre ambas as partes.

Assim sendo, para proteger a sua organização é fundamental que o contrato social da sua PJ médica prevejam cláusulas que preveem como serão tratados os conflitos entre os sócios e quais os procedimentos para solucioná-los, como mediação ou arbitragem.

Você precisa avaliar muitos detalhes antes de abrir um negócio.

Dessa forma, conte com o auxilio de uma contabilidade médica. Além de fazer a abertura da sua empresa, a Mitfokus redige o contrato social de sua PJ médica a partir das informações levantadas.

Isso inclui cláusulas baseadas na ética e nos padrões profissionais que outros profissionais de saúde da empresa devem seguir. Isso preserva a empresa e proporciona uma base sólida para o funcionamento do negócio.

Abra a sua empresa médica com a Mitfokus clicando aqui.   

Posted by Imprensa Mitfokus in Abertura de CNPJ médico, Conteúdo para Médicos, 0 comments
Planos de saúde: vale a pena cadastrar na sua empresa médica?

Planos de saúde: vale a pena cadastrar na sua empresa médica?

Listamos os prós e contras para te ajudar a tomar essa decisão

Mais de 50 milhões de pessoas. Este é o número dos beneficiários de planos de saúde somente nos estados São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS/2022). 

Portanto, quem atua como médico Pessoa Jurídica deve estar se perguntando: vale ou não a pena cadastrar planos de saúde na minha empresa?

A resposta para essa pergunta é muito ampla e implica em uma série de fatores. Por isso, listamos as vantagens e desvantagens para te auxiliar.

Vantagens em cadastrar planos de saúde na sua empresa

Aumento na base de clientes

Os planos de saúde são uma fonte de renda mais assertiva, especialmente para profissionais em início de carreira, devido à maior quantidade de clientes.

Logo, oferecem uma base de pacientes substancial. Ao aceitar esses planos, os médicos têm a oportunidade de atender a um número maior de pacientes, o que pode aumentar sua visibilidade e experiência profissional.

Inclusive, algumas empresas oferecem planos de saúde para seus funcionários. Ao aceitar esses planos, os médicos têm a oportunidade de atender a esses grupos corporativos, o que pode gerar uma fonte adicional de pacientes.

Diversificação de receita

A combinação de pacientes particulares e aqueles que utilizam planos de saúde podem criar uma base de receita diversificada, aumentando o fluxo de clientes e contribuindo para maior lucro da empresa.

Fidelização

Dessa forma, ao aceitar o serviço, o médico pode construir relacionamentos a longo prazo com os pacientes, o que pode levar a uma maior retenção daqueles que costumam buscar os mesmos profissionais para seus cuidados médicos, aumentando a fidelização.

Networking

Ao fazer parte da rede de prestadores de um plano de saúde, os médicos têm a chance de interagir com outros profissionais de saúde e até mesmo fazer parcerias. Isso gera uma oportunidade de networking e colaboração de profissionais.

Ainda que, aceitar planos de saúde possam trazer vários benefícios para médicos que atuam como Pessoa Jurídica (PJ), também existem alguns pontos negativos e desafios associados a essa decisão.

Desvantagens em cadastrar planos de saúde na sua empresa

Valor do reembolso

O reembolso dos planos de saúde para as clínicas parceiras é aquém dos honorários particulares. Isso pode reduzir a receita por paciente atendido e impactar a rentabilidade do consultório ou clínica.

Pressão

Além disso, para compensar os baixos valores de reembolso, o médico pode precisar atender um grande volume de pacientes, o que pode afetar a qualidade do atendimento e o tempo disponível para cada paciente.

Processos burocráticos

Acima de tudo, o processo de faturamento e reembolso dos planos de saúde são mais complexos e burocráticos. Isso exige um tempo considerável dedicado à administração, envio de documentos e resolução de possíveis problemas.

Atrasos

Algumas operadoras de planos de saúde podem atrasar os pagamentos aos prestadores de serviços, o que pode afetar o fluxo de caixa do consultório ou clínica.

Restrições

Ademais, alguns planos de saúde podem impor restrições a certos tratamentos, medicamentos ou procedimentos. Logo, isso pode limitar as opções de cuidados que o médico pode oferecer aos pacientes.

O que fazer antes de tomar sua decisão?

Antes de tomar qualquer iniciativa, é importante que você avalie cuidadosamente os pontos negativos e positivos, considerando seus objetivos, metas e missão. Essa análise detalhada fará toda a diferença na decisão e no seu propósito profissional.   

Sendo assim se você ainda tem dúvidas e não está convencido sobre qual a melhor opção, não se preocupe. A equipe Mitfokus está disponível para esclarecimentos adicionais. 

Posted by Imprensa Mitfokus in Conteúdo para Médicos, 0 comments
Aplicativo Mitfokus: Simplifique a gestão da sua PJ médica

Aplicativo Mitfokus: Simplifique a gestão da sua PJ médica

Aplicativo Mitfokus facilita a emissão de notas fiscais e mantém os impostos em dia

Conheça o aplicativo Mitfokus para tornar a gestão financeira e contábil da sua PJ médica mais dinâmica, ágil e acessível, facilitando o dia a dia.

Nossa nova solução é mais uma inovação para entregar a você facilidade e economia de tempo, sendo a única que faz a emissão das notas fiscais com as alíquotas de imposto otimizadas, simplificando o processo fiscal.

Assim, você consegue emitir suas notas com poucos cliques, como afirma um de nossos clientes: “Super fácil de usar, emiti nota fiscal em 1 minuto”, destacando a praticidade que ganhou com uso da ferramenta.

Simplifique a gestão financeira e contábil da sua PJ médica com o aplicativo Mitfokus.

Logo, o aplicativo é indispensável se você deseja ter praticidade em sua rotina financeira. É a contabilidade na palma da sua mão!

Isso porque na tela inicial, você já consegue visualizar o faturamento do mês, o valor dos impostos e o quanto economizou. Confira alguns dos benefícios da ferramenta:

Emissão de notas fiscais com o aplicativo Mitfokus

Com o aplicativo Mitfokus você emite notas fiscais com poucos cliques, basta copiar os dados da última nota fiscal emitida para o cliente selecionado, ou emitir a nota seguindo o passo a passo da emissão.

Gestão de documentos e notificações de vencimento de impostos

Mantenha todos os documentos da sua empresa em um só lugar. E para ficar com as contas em dia, é só utilizar o calendário de impostos, onde é possível identificar os tributos pagos e a vencer.

Além disso, ao adicionar um documento e quando um boleto estiver próximo do vencimento, você será notificado! Garantindo assim, o cumprimento dos prazos e a eficiência no pagamento dos impostos.

Ademais, acesse boletos, copie códigos de barras e compartilhe documentos para outros canais da sua preferência, como WhatsApp, na opção “últimos documentos adicionados”.

Simplifique a gestão financeira e contábil da sua PJ médica com o aplicativo Mitfokus.

Histórico de Notas Fiscais

No aplicativo Mitfokus você também consegue gerenciar as notas fiscais emitidas pela PJ médica e identificar as NFs autorizadas, canceladas ou rejeitadas.

Inclusive, visualizar o valor total da nota fiscal e os impostos retidos de cada profissional na unidade de saúde, podendo ainda, revisá-la alterando a data e adicionando uma descrição.

Além disso, pode filtrar as informações para acessá-las mais rapidamente, podendo, por exemplo, obter informações por “cliente”, por “número de nota fiscal” ou por “data de emissão”. 

Esse e outros recursos te esperam. Não perca mais tempo!

Para facilitar o seu dia a dia e garantir a saúde financeira da sua PJ médica, utilize o aplicativo Mitfokus, disponível nos sistemas iOS (Iphone) e Android.

Dessa forma, você economiza tempo para investir no que realmente importa: a sua prática médica. Para saber mais, fale com um consultor da Mitfokus. 

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, Tecnologia na medicina, 1 comment
Médico pode atuar como MEI?

Médico pode atuar como MEI?

Além dessa opção não ser viável, por conta do limite de faturamento muito baixo, existem outras modalidades mais vantajosas para os profissionais da área

Médico pode atuar como MEI? Após a conclusão da faculdade, os recém-formados em medicina têm várias opções de carreira para escolher.

Entre elas, podem tentar uma residência médica, se dedicar a uma pós-graduação, prestar concurso público, trabalhar como médico generalista na iniciativa privada ou abrir um consultório próprio. No entanto, uma pergunta frequente surge: afinal, médico pode atuar como MEI (microempreendedores individuais)?

Não, não podem. A profissão é regulamentada, e como o faturamento máximo para atuar como MEI é de R$ 81 mil por ano, valor este considerado baixo para os médicos, não há possibilidades de atuar como microempreendedor individual.

Então como você deve abrir uma empresa?

Se você recém concluiu a graduação, uma das melhores opções é a Sociedade Limitada Unipessoal (SLU), uma forma de sociedade que também não exige a presença de sócios.

Ela foi criada a partir da extinta Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli) e requer que você tenha um capital social de pelo menos 100 salários mínimos vigentes. Essa opção apresenta várias vantagens, incluindo a separação do patrimônio empresarial e pessoal.

Ademais, outra vantagem desse tipo de modalidade para você é que não há exigência de valor mínimo para abertura, abrange a Medicina, permite adesão ao Simples Nacional, entre outras.

O modelo de contrato para SLU, um dos mais baratos para os médicos, inclui:

  • dados pessoais completos do proprietário da empresa, incluindo os números dos documentos;
  • nome do negócio (razão social);
  • endereço completo de onde a empresa está sediada;
  • atividade da empresa, constante no Código Nacional de Atividades Econômicas (Cnae);
  • capital social;
  • descrição das responsabilidades do empreendedor;
  • sua cota de participação na empresa;
  • caracterização sobre o tipo de remuneração;
  • encargo quanto à elaboração do balanço patrimonial; 
  • enquadramento jurídico.

E como escolher o regime tributário para essa empresa?

O próximo passo é escolher o regime tributário, um conjunto de leis e regulamentos que determinam como a empresa deve calcular os tributos devidos. No Brasil, para as empresas médicas, há três tipos de regimes de tributação que podem ser adotados: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

O Simples Nacional, como o nome sugere, é direcionado a microempresas e empresas de pequeno porte. Sua finalidade é simplificar a burocracia dos negócios, reduzindo a carga tributária e unificando os impostos em um único pagamento, através da guia DAS. Uma das principais regras para aderir ao Simples Nacional, é ter um faturamento anual de até R$4,8 milhões.

Já o Lucro Presumido é a escolha certa para médicos ou clínicas que possuem um faturamento anual de até R$ 78 milhões. Nesse regime, a Receita Federal utiliza percentuais fixos pré-determinados para cada atividade econômica. Esses percentuais são aplicados sobre a receita bruta da empresa, resultando no lucro presumido, que serve de base para o cálculo dos impostos. As alíquotas são estabelecidas de acordo com a atividade exercida, garantindo um método simplificado para determinar a carga tributária da empresa. 

Se você realiza exames ou procedimentos, tem direito a um benefício fiscal previsto em lei, para reduzir a presunção da base de cálculo dos impostos.

Por fim, o Lucro Real é obrigatório para quem tem ganhos acima de R$ 78 milhões. Normalmente, ele é utilizado por empresas de grande porte e multinacionais. Para elas, a tributação é calculada em concordância com o lucro líquido obtido durante o ano. 

A importância de contar com uma contabilidade especializada na área médica

Independentemente do modelo tributário que você escolher e do enquadramento do negócio, é fundamental que você se mantenha atento sobre o faturamento, obrigações e as despesas que terá a curto, médio e longo prazo, calculando corretamente o lucro e os tributos a serem pagos.

Como essa situação pode variar de um mês para o outro, o ideal é contar com uma contabilidade médica, como a Mitfokus, que há 6 anos auxilia médicos, consultórios e clínicas de todo o Brasil, a ter eficiência financeira em um mercado tão concorrido e inovador.

Porque não basta ser um excelente médico, você precisa também fazer uma excelente gestão contábil e financeira, e é isso que a Mitfokus ajuda a fazer da melhor forma.

Posted by Imprensa Mitfokus in Abertura de CNPJ médico, Conteúdo para Médicos, 0 comments
Conheça a história de Lucas Augusto, Head Jurídico da Mitfokus

Conheça a história de Lucas Augusto, Head Jurídico da Mitfokus

Catarinense, nascido no interior de SC, tornou-se sócio do escritório da Bles Advocacia, em Campinas, braço jurídico da Mitfokus

“Com coragem e determinação, nenhum sonho ficará por cumprir”. Essa frase se encaixa perfeitamente na vida de Lucas Augusto, Head Jurídico da Mitfokus, e um jovem empreendedor que transformou sua vida saindo do interior de Santa Catarina para se tornar sócio de um escritório jurídico. Para compreender melhor sua jornada, é preciso voltar no tempo.

Nascido e criado em um pequeno município do interior de Santa Catarina, Lucas sempre sonhou grande. Aos 14 anos, decidiu fazer um curso de técnico agrícola em agropecuária distante pouco mais de 45 quilômetros de sua terra natal.

“Na época, estudava em período integral, conciliando o curso técnico com o fundamental. Aos 18 anos, quando concluí o terceiro ano do ensino médio, comecei a estagiar na área agrícola, mas logo percebi que essa não era a minha verdadeira vocação”, comentou.

Foi, então, que decidiu investir no curso de Direito e, nessa jornada, teve a oportunidade de conhecer suas duas grandes paixões: o direito tributário e a sua esposa, Rosana.

Determinado como sempre foi, durante seus estudos em direito tributário, Lucas teve a sua primeira oportunidade jurídica como estagiário na área de restituição de créditos para produtores rurais. Com dedicação e esforço, conseguiu garantir mais de um milhão de restituição de créditos, por meio de 250 processos, representando um marco importante para a sua carreira. Foi quando, também, despertou o desejo de empreender.

Em busca de novos desafios na área tributária e de uma cidade maior para residir, mudou-se para Campinas (SP). Enviou currículo para 50 contatos da área tributária da cidade e recebeu feedbacks positivos, incluindo o da Mitfokus. “Lembro que o que chamou atenção foi a minha experiência com recuperação de crédito.”

Nos primeiros três meses, Lucas atuou na área administrativa e, nesse tempo, tirou a carteira de OAB, o que lhe abriu portas. Foi convidado para participar do desenvolvimento da área jurídica da Mitfokus, atuando como consultor tributário e advogado em diversos processos.

Em 2021, recebeu convite para ser sócio da Bles Advocacia, braço jurídico da Mitfokus. “Fiquei feliz porque reconheceram o empenho e a dedicação naquilo que faço”, relembra.

Em 2022, assumiu o cargo de head Jurídico da Mitfokus, auxiliando os projetos especiais dentro da MF8, empresa do mesmo grupo. “Quero deixar uma marca dentro do grupo. Para isso, temos projetos que para mim são considerados projetos de vida”, destaca.

Inspirações

Lucas reconhece a importância de pessoas-chave em sua trajetória, como professores, familiares e colegas. Sua visão empreendedora e a busca constante por melhorias e inovações refletem sua dedicação em levar valor agregado aos clientes e construir uma carreira de sucesso. Na vida profissional, almeja ampliar seus conhecimentos em contabilidade, direito e tecnologia, além de atuar no setor agro, unindo o melhor dos dois mundos em sua carreira.

“Só tenho a agradecer à minha família e às pessoas que encontrei pelo caminho e, principalmente, ao grupo Mitfokus, onde pude crescer e me tornar sócio, o que me traz satisfação e me desafia profissionalmente”, detalha o Head Jurídico.

Exemplo de superação, crescimento profissional e busca incessante por aprimoramento e inovação, a história de Lucas é a prova de que, sabendo aproveitar as boas oportunidades, é possível cruzar cidades, fronteiras e deixar uma marca significativa no mundo dos negócios e na vida.

Conheça também, a história de William Souza, Head de Tecnologia e Sócio da Mitfokus.

Posted by Imprensa Mitfokus in Sobre a Mitfokus, 0 comments
Simples nacional: descubra se optar por esse regime é a melhor escolha

Simples nacional: descubra se optar por esse regime é a melhor escolha

Entenda como funciona o regime tributário e suas vantagens

Ao abrir uma empresa, o médico deve optar por um regime tributário, uma decisão que terá impacto no pagamento de seus impostos, o cálculo dos tributos, e aspectos como o limite de faturamento e o porte da empresa. Uma das opções, é o Simples Nacional, regime tributário criado em 2006 pelo Governo Federal para reduzir a burocracia e a carga tributária das micro e pequenas empresas, com um sistema unificado para recolhimento de tributos.

Quem pode optar pelo Simples Nacional

Dentre os requisitos, para ingressar nesse regime tributário, é necessário que a empresa médica se enquadre na categoria Micro Empresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), determinado com base no faturamento da empresa. São consideradas ME as empresas com receita bruta igual ou inferior a R$360 mil e EPP aquelas com receita igual ou inferior a R$ 4,8 milhões.  

Também só é possível ser Simples Nacional se a empresa atender os pré-requisitos da legislação como, por exemplo, não possuir débitos junto à Receita Federal, estadual, municipal e/ou previdenciária.

Vantagens do Simples Nacional

Uma das grandes vantagens, é o pagamento do imposto unificado, pois com apenas uma única guia (DAS), você consegue fazer o pagamento de diversos tributos. Isso facilita muito para o médico. 

Outra vantagem é a aplicação da tabela de alíquotas reduzidas de impostos, calculadas com base no faturamento do negócio. Essa modalidade proporciona uma carga tributária mais leve e proporcional ao porte da empresa, o que é especialmente vantajoso para as ME e EPP. 

Além disso, empresas do Simples Nacional, têm menos declarações a fazer, se comparadas com outros regimes tributários, tornando a gestão mais fácil.

A importância de uma contabilidade médica

Por mais que o Simples Nacional tenha sido criado para facilitar a vida dos empreendedores, a escolha do regime tributário é uma decisão complexa, e para enquadrar a empresa, é preciso estar dentro de todas as regras.

Por isso, é fundamental contar com o auxílio de uma contabilidade médica, para que seja feita uma análise minuciosa levando em conta o modelo de negócio, previsão de receita e outros critérios, para assim, abrir a PJ médica e enquadrar a empresa no regime tributário certo. 

Posted by Imprensa Mitfokus in Abertura de CNPJ médico, Conteúdo para Médicos, 0 comments
Conheça William de Souza, Head de Tecnologia da Mitfokus

Conheça William de Souza, Head de Tecnologia da Mitfokus

Jogando bola desde garoto, Head de Tecnologia e Sócio da Mitfokus percebeu que o esporte vai muito além de manter corpo e mente plenos e saudáveis

Na vida da maioria dos brasileiros, o futebol é um esporte bem presente. Mesmo quando não há campeonatos acontecendo, ainda há as notícias sendo divulgadas para que os fãs da paixão nacional comentem sobre as especulações do momento, os bastidores dos times, sobre a última partida ou a que ocorrerá nos próximos dias. Mas, para William Thiago de Souza, um dos sócios da Mitfokus, empresa especializada em contabilidade médica, gostar de futebol é muito mais do que isso, visto que o esporte de ação e emoção, praticado por ele desde a infância, o auxilia não só a manter o corpo e a mente plenos e saudáveis.

“O futebol é uma atividade de lazer que tenho, juntamente com jiu-jitsu, muay thai, boxe e pesca, que me ajuda sobremaneira no meu campo de atuação, que é a Consultoria Tributária, em conjunto com a Contabilidade. Muitos, neste momento, devem estar se perguntando: ‘como assim?’, já que parece impossível estabelecer parâmetros entre mundos que parecem estar tão distantes. Contudo, se pararmos para pensar, ambos ensinam sobre a valorização de regras, bem como o reconhecimento dos meus limites e das deficiências dos meus próximos, e ainda a superar os obstáculos que surgem para termos condições de crescer e evoluir, sempre.”

William de Souza, Head de Tecnologia e Sócio da Mitfokus

William começou a trabalhar aos 15 anos. E neste primeiro emprego, a vida, logo de cara, fez questão de colocá-lo em uma posição de muita responsabilidade: o departamento pessoal. Entre suas incumbências, destaque para o fechamento da folha de pagamento de 120 funcionários.

E se hoje, mesmo com o auxílio da tecnologia, trata-se de um trabalho complicado por afetar diretamente o caixa da organização, imagine só há anos, quando a pessoa tinha [e ainda tem] que se dedicar ao máximo em termos de concentração, planejamento, atualização, cuidado, atenção e controle: “Eu já tinha que praticar isso no esporte. E assim como no futebol, comecei a ver nessa área algumas oportunidades de aprimorar movimentos e formas de execução, trabalhar em prol do sentimento de equipe e pertencimento do grupo e promover o diálogo como elemento para resolução dos conflitos. Deu certo.”

E foi justamente o sentimento de fair play (ética, companheirismo, lealdade e coletividade no esporte) que levou William a cursar Ciências Contábeis e, depois, se especializar na área fiscal. O passo seguinte foi o due diligence (diligência prévia, em português), técnica complexa cujo objetivo é interpretar dados para assimilá-los e, posteriormente, identificar se os números de uma pessoa jurídica representam mesmo a sua realidade de mercado, constatando ainda as potencialidades desse negócio e os riscos potenciais para o futuro, em curto, médio e longo prazo.

E essa é somente uma das suas funções na Mitfokus, na condição de Diretor Técnico e Head Tecnologia, onde ele uniu todo o seu know-how (saber fazer) do esporte com o conhecimento de normas, métodos e procedimentos da sua especialização profissional na área fiscal.

William trabalha diretamente com a realização de testes para analisar as regras fiscais e contábeis da plataforma Mitfokus, validando números e dashboards. Sendo também, responsável pelo alinhamento sobre novas features que serão desenvolvidas pelo departamento de tecnologia. Com foco sempre, em entregar eficiência financeira aos médicos, consultórios e clínicas.

Conheça também a história de Lucas Souza, Head Jurídico da Mitfokus e Sócio da Bless Advocacia. 

Posted by Imprensa Mitfokus in Sobre a Mitfokus, 0 comments
Empresa médica: você sabe qual é o requisito fundamental para abrir a sua?

Empresa médica: você sabe qual é o requisito fundamental para abrir a sua?

Ao não contar com o auxílio de um especialista para começar a carreira médica, a saúde do negócio pode ser comprometida em curto prazo

Abertura de empresa médica. Existem, em todo o Brasil, cerca de 214 mil médicos em atuação. E todos os anos, as faculdades de Medicina formam aproximadamente 40 mil novos profissionais, conforme aponta a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e a Associação Médica Brasileira (AMB), no estudo Demografia Médica no Brasil 2023

O curso superior é o com maior duração e carga horária do Brasil, com uma média de 7.200 horas, e concluí-lo pode até parecer, mas não é uma tarefa fácil.

São longos períodos de estudo, noites sem dormir, pressão constante, responsabilidade, conhecimento e atualização.

Depois do tão sonhado bacharelado, e com o diploma em mãos de médico generalista, é natural que o recém-formado tenha dúvidas sobre o que fazer. Tentar residência? Continuar estudando e se especializar em uma área? Abrir um consultório?

A verdade é que são vários os caminhos para o profissional potencializar sua carreira. Entre eles, um dos mais buscados é o empreendedorismo.

Contudo, como nas faculdades de medicina o estudante normalmente não aprende sobre contabilidade e nem sobre o que é necessário para se abrir – e manter uma empresa saudável em um mercado em constante evolução, se ele decidir trilhar esse caminho sozinho o resultado pode ser catastrófico. 

Para que isso não aconteça, então, o primeiro passo para o médico que deseja abrir uma clínica ou consultório, seja sozinho ou com sócios, quando sair da faculdade, é contar com a ajuda de profissionais especializados.

Especializados em quê? Em contabilidade médica.

Isso é extremamente importante, primeiro porque após anos de estudo em medicina e total preparo para a prática médica, é claro que o médico não usará seu tempo escasso para se aprofundar em assuntos que não sejam de sua área de atuação, certo?

Depois, como criar um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) só é o passo número um para quem abre uma empresa, contar com uma contabilidade especializada na área, é essencial para que o negócio tenha saúde financeira.

Ademais, você precisa sempre estar atento à busca de inovações para seus pacientes, com o propósito de lhes favorecer com a melhor experiência possível, uma contabilidade especializada ajuda – e muito – neste sentido. 

Desde a abertura do CNPJ, análise do melhor regime tributário, até a gestão contábil e financeira do negócio. A Mitfokus cuida de tudo, para você ter tempo e dinheiro para investir no que realmente importa: a sua prática médica.

Para abrir sua empresa médica com a Mitfokus, acesse aqui.

Posted by Imprensa Mitfokus in Abertura de CNPJ médico, Conteúdo para Médicos, 0 comments
A sua clínica médica está pagando imposto a mais? Descubra

A sua clínica médica está pagando imposto a mais? Descubra

Saiba como evitar que o seu negócio perca dinheiro e entenda como aumentar a lucratividade

Toda empresa precisa pagar impostos e com o negócio médico não é diferente. Mas, será que a sua clínica médica está pagando imposto a mais? De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), divulgados pelo site Impostômetro, cerca de 95% das empresas pagam mais impostos do que deveriam.

Isso porque a legislação tributária brasileira é muito complexa, com mais de 40 mil leis tributárias em vigor. É necessário manter os tributos em dia para continuar o trabalho dentro da lei, mas, não é certo e nem justo com você, médico, pagar mais impostos do que deveria. Por isso, atente-se a essas dicas para saber se a sua empresa médica está pagando impostos de maneira adequada.

Alíquota efetiva do IR

É preciso que os médicos saibam a alíquota efetiva, que é o percentual final de imposto de renda que vai incidir sob os seus rendimentos. Por exemplo, quanto a empresa paga por faturar R$ 100 mil por mês? Este é o ponto de partida. “Tem profissionais que não sabem responder a esta pergunta básica, que deve ser compreendida por todos que decidem empreender na área médica”, afirma Júlia Lázaro, CEO e fundadora da Mitfokus.

Além disso, entender a alíquota efetiva do imposto ajuda a identificar possíveis problemas ou oportunidades de economia fiscal. Se você descobrir que está pagando uma taxa muito alta de imposto em relação à sua renda, pode ser necessário uma análise para ajustar sua estratégia fiscal e reduzir a sua carga tributária.

Por outro lado, se você descobrir que está pagando menos impostos do que esperava, pode ser uma oportunidade para aumentar sua renda ou aproveitar mais deduções fiscais.

Regime tributário

Outro ponto é saber qual o melhor regime tributário para a clínica, se Simples Nacional ou Lucro Presumido. Para ser enquadrada no Lucro Presumido, por exemplo, a empresa médica precisa ter uma receita bruta anual de até R$ 78 milhões/ano.

Em contrapartida, no Simples Nacional, o rendimento é de até R$ 4,8 milhões/ano. Hoje, o Simples Nacional está dividido em cinco anexos, distribuídos conforme o tipo de atividade, com seis faixas de receitas e diversas alíquotas distintas.

Para saber em qual anexo se enquadra a sua clínica médica, é importante contar com um contador especializado na área médica, pois somente com uma análise detalhada das atividades exercidas pela empresa é possível encontrar o melhor enquadramento e evitar problemas futuros com a fiscalização.

Planejamento tributário

O planejamento tributário é uma estratégia que busca otimizar a carga tributária da empresa, identificando as melhores formas de reduzir o valor dos impostos pagos e evitar problemas com o Fisco.

Sem plano estratégico, operacional e corretivo, a empresa fica vulnerável ao pagamento incorreto de tributos e multas, ocasionando até mesmo problemas de imagem (reputação). E se o pagamento de impostos por si só já é uma atividade que gera preocupação, imagina quando existe a bitributação? 

Isso é muito comum ocorrer na área médica, que é quando dois direitos públicos (seja União, Estado ou Município) cobram da Pessoa Física ou Jurídica o mesmo tributo. Isso ocorre, por exemplo, quando uma clínica fica localizada na fronteira de dois estados. Ela pode ser taxada pelas duas regiões, e isso pode comprometer o fluxo financeiro da empresa.

Então, para evitar essa bitributação e outros problemas relacionados ao pagamento de impostos a mais, é essencial que a empresa coloque na ponta do lápis todas as informações, como receita bruta da pessoa física e jurídica, faturamento, fluxo de despesas operacionais, serviços prestados, margem de lucro, atual situação financeira da empresa, entre outros pontos. Neste caso, contar com uma contabilidade médica é primordial.

Gestão financeira e fiscal

Atualmente, é imprescindível contar com uma plataforma para fazer a gestão financeira e fiscal de uma clínica médica. Com uma solução inteligente, é possível emitir notas fiscais com praticidade, fazer a gestão segura de documentos, acompanhar o faturamento, ver sua economia em impostos, e muito mais. 

Para ser ainda mais assertivo, um time de especialistas na área médica auxilia a escolher o plano mais adequado para o seu negócio, tudo 100% online.

Para saber se a sua clínica médica está pagando imposto a mais, entre em contato conosco clicando aqui.

Posted by Imprensa Mitfokus in Conteúdo para Médicos, Pagar menos impostos, 0 comments
Júlia se torna CEO da Mitfokus ao enxergar uma dor em comum dos médicos

Júlia se torna CEO da Mitfokus ao enxergar uma dor em comum dos médicos

Com tecnologia de ponta voltada para a área fiscal e financeira de negócios na área da saúde, a empresa hoje, com 6 anos de atuação, tem mais de 3 mil clientes em carteira

Júlia se torna CEO da Mitfokus: As mulheres são capazes de conciliar carreira, vida pessoal e família, desafiando estereótipos com força e equilíbrio. Optam por estar inclusive, em cargos de liderança. Prova disso é o número de mulheres diretoras-executivas (CEOs) que estão no comando de empresas brasileiras: 38%, segundo pesquisa da Grant Thornton, empresa global de auditoria, consultoria e tributos.

Em termos gerais, o país está um pouco acima da média global [32%] e da América Latina [35%], mostrando assim o poderio feminino e as boas expectativas de crescimento neste sentido. Uma prova dessa realidade está na história de uma mulher empresária, sócia fundadora de um negócio no ramo de tecnologia e contabilidade, que atende médicos de todo o país com o objetivo de evitar ralos financeiros e passivos tributários para pessoas físicas e jurídicas deste segmento.

O nome dela? Júlia Lázaro. Seu cargo? CEO da Mitfokus.

A trajetória profissional de Júlia Lázaro começou na faculdade, com o curso de Administração de Empresas na Universidade Estadual do Estado de São Paulo (Unesp). Com o diploma de bacharel em mãos, ela então continuou a estudar e se especializou em Economia pela FGV. Na sequência, obteve um MBA Internacional pela Universidade de Ohio/FGV. 

Casada com um médico, então, Júlia, que na época trabalhava na área financeira, começou a perceber, com seu próprio marido e com colegas que eram proprietários de clínicas ou consultórios, uma enorme dor, até então sem diagnóstico e sem remédio: a dificuldade em fazer e manter uma correta gestão financeira, contábil e tributária. A consequência disso eram empresas se desgastando em termos de imagem, trabalhos entregues com atraso, turnover (rotatividade de pessoal) e funcionários desmotivados, dificuldade em manter pacientes na carteira e excessivas horas destinadas a refazer trabalhos que foram realizados de maneira incorreta. Isso sem contar os tributos pagos a mais para os cofres públicos, as multas por entregar declarações e obrigações acessórias depois do prazo e as perdas financeiras em todos os departamentos. Foi aí que ela teve a ideia de unir o útil ao agradável: ajudar o próximo e empreender.

A primeira etapa foi organizar uma equipe de experts em contabilidade na área médica  para a empresa se tornar especializada no setor. Assim, Júlia se aliou ao Tiago Lázaro, economista com vasta experiência na área bancária; ao William Souza, consultor contábil; e ao João Teixeira, também administrador. Já a segunda etapa foi voltada a união de esforços para compreender ao máximo os recursos da tecnologia e do machine learning [aprendizado das máquinas], e assim entregar aos médicos uma solução de fácil acesso e uso, que simplificasse a vida financeira, contábil e tributária do usuário.

Deu certo: hoje a Mitfokus promove a saúde financeira de médicos de variados ramos de atuação e portes de empresas e ainda oferece a possibilidade de empréstimos, financiamento e antecipação de recebíveis. Em 6 anos de atuação, a empresa já tem em sua base mais de 3.000 profissionais, com expectativas de aumento de clientes na carteira, graças a parcerias sólidas, a incubação realizada pela Eretz.bio, do Hospital Albert Einstein em 2021 e ao investimento da Bossanova, em 2022.

Ao ser questionada se foi difícil começar a empreender nessa área, Júlia enfatiza que, por ter uma  bagagem na área financeira, o processo de adaptação não foi tão complicado, mas ela bem sabe que, infelizmente, hoje ainda existe muita desigualdade de gênero nesse meio.

Contudo, tal fato negativo é visto com positivismo pela CEO da Mitfokus, que teve outro insight para sanar essa dor: o de fomentar projetos na Mitfokus para desenvolvimento de vagas e até áreas específicas somente para as mulheres, incluindo a área de tecnologia, que ainda é soberanamente masculina. Em suas palavras, “trata-se de uma alternativa para buscar o equilíbrio e a igualdade no setor”.

Conheça também a história de William Souza, Head de Tecnologia da Mitfokus.

Posted by Imprensa Mitfokus in Sobre a Mitfokus, 0 comments
Contabilidade médica é essencial para ter eficiência financeira

Contabilidade médica é essencial para ter eficiência financeira

Seja para propagar sua carreira ou se manter em dia com as obrigações fiscais, é fundamental ter um time contábil de qualidade aliado à tecnologia

Contabilidade médica: Na medicina, a pejotização tem sido um caminho bem percorrido, porque cedo ou tarde o médico precisará ter um CNPJ para trabalhar em hospitais ou clínicas. Ou mesmo para abrir um consultório ou formar uma sociedade. E então, por mais que você trabalhe como um prestador de serviços, é seu objetivo promover saúde financeira para si e para esse CNPJ, que é a sua empresa. 

E esse progresso envolve arcar com o pagamento de impostos, taxas e contribuições sem perder prazos; conhecer as regulamentações fiscais; saber qual regime tributário optar todo começo de ano; se planejar do ponto de vista tributário para evitar erros e multas e várias outras atividades complexas.

Fato é que um profissional que se forma em Medicina, normalmente não estuda sobre contabilidade durante a graduação. Portanto, para ele, atuar como PJ vai muito além de suas atribuições profissionais. 

Assim, ele normalmente busca contratar os serviços de um contador generalista, que não está preparado para lidar com as especificidades da área médica e, como consequência, o médico acaba não aproveitando benefícios fiscais específicos para sua atuação, e tem perdas financeiras enormes devido a erros tributários. Logo, inconscientemente ele pode estar colocando em risco sua eficiência financeira e a possibilidade de sua atividade se manter sustentável no mercado ao longo de toda a carreira.

Assim surgiu a Mitfokus, da dor de um médico que pagava muitos impostos.  Fundada por Julia Lázaro, especialista em planejamento tributário para médicos, a empresa carrega em sua essência a insatisfação com o mercado de soluções contábeis generalistas e pouco eficientes para médicos.

A Fintech conta com um ecossistema contábil que envolve um time de experts na área médica, e uma plataforma inteligente com gestão fiscal e financeira integradas, que permite ao médico emitir notas fiscais facilmente, acompanhar o demonstrativo de sua produção médica com seu faturamento, os impostos e o quanto economizou, fazer a gestão segura de documentos, entre outras funcionalidades. 

Tudo isso, com o objetivo de entregar eficiência financeira para os médicos. Com a Mitfokus, você economiza tempo e dinheiro para investir no que realmente importa: a sua prática médica.

Para saber mais sobre a contabilidade médica da Mitfokus, clique aqui.

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, 0 comments
Reforma Tributária: entenda o impacto para os médicos

Reforma Tributária: entenda o impacto para os médicos

Entenda o impacto da reforma tributária para os médicos prestadores de serviços

Reforma tributária: A proposta em tramitação no Congresso Nacional traz simplificação, mas, se seguir o curso em que está, aumentará a carga incidente sobre atividades de serviços, principalmente na área da saúde, em até quatro vezes mais. Para arcar com esse custo adicional, será preciso repassar o valor nos preços, ocasionando inflação. Isso ou os profissionais podem começar a considerar o fechamento de seus negócios.

Atualmente, os médicos que prestam serviços enfrentam uma carga tributária composta por diversos impostos, como Imposto de Renda (IR), Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), Imposto sobre Serviços (ISS), PIS e Cofins. No entanto, um projeto para a área médica propõe unificar o ISS, PIS e Cofins em um único tributo chamado IVA Dual.

Em municípios com uma alíquota de ISS de 5%, a carga tributária de ISS, PIS e Cofins para os médicos é de aproximadamente 8,65%. Por outro lado, em municípios com uma alíquota de ISS de 2%, os médicos pagam uma carga tributária de 5,65%. No entanto, para aqueles que se beneficiam do ISS Fixo, a carga tributária é reduzida a 3,65%. Nesse caso, a carga refere-se apenas ao PIS e Cofins, já que o ISS é zerado.

Com as mudanças propostas, o ISS será substituído pelo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), que será gerido por estados e municípios. Além disso, o PIS e Cofins darão lugar à Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS), que será administrada pela União. Essas alterações têm o objetivo de simplificar o sistema tributário, unificando os impostos e contribuições existentes.

As regras e alíquotas relacionadas ao Imposto sobre Bens e Serviços (IBS) e à Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) serão definidas em uma lei complementar que será elaborada posteriormente. No momento, não há uma definição precisa sobre as alíquotas específicas desses impostos. A proposta da reforma tributária é que o novo imposto, chamado de “IVA Dual”, tenha uma alíquota máxima de até 10% para o setor da saúde.

Essa alíquota de 10% é calculada considerando uma redução de 60% da alíquota geral, especulada pelo mercado em torno de 25%. No entanto, é importante ressaltar que esses números são estimativas e continuam sujeitos a discussões e negociações durante todo o processo legislativo.

O impacto da reforma tributária dependerá da alíquota do Imposto sobre Serviços (ISS) adotada por cada município. Para médicos que atuam em municípios com uma alíquota de ISS de 5%, é previsto um aumento de 1,35% na carga tributária. Já para aqueles que atuam em municípios com uma alíquota de ISS de 2%, o aumento seria de 4,35%. A maior variação ocorrerá para médicos que atualmente se beneficiam do ISS Fixo, já que não possuem uma alíquota de ISS incidindo sobre o faturamento mensal. Esses profissionais enfrentarão um aumento de 6,35% na carga tributária.

É necessário aguardar a definição final das alíquotas e regras que serão estabelecidas na lei complementar para ter uma compreensão mais precisa do impacto da reforma tributária e da carga tributária a ser enfrentada pelos profissionais, como os médicos, que prestam serviços.

O serviço desempenhado pelos profissionais de saúde não gera créditos tributários porque essa situação se aplica a atividades de produção de bens materiais, em que há transformação de matéria-prima em produto de valor agregado, e há elos entre uma cadeia de fornecedores. Não é o que ocorre no exercício da medicina, odontologia e atividades afins. A fabricação tem custos de produção que geram créditos; serviços, não. Uma clínica, por exemplo, não tem custos tributários dedutíveis.

Esse impacto será sentido principalmente por pessoas jurídicas enquadradas no regime Lucro Presumido. Ocorre que, nesses casos, a tributação incide sobre o faturamento, sem considerar as despesas do contribuinte. Quando o enquadramento é no Lucro Real, é possível compensar esse impacto pelo lucro realmente aferido.

Vale destacar que empresas enquadradas no regime do Simples Nacional não serão afetadas pela reforma tributária. Entretanto, migrar para o Simples nem sempre é possível para contribuintes pessoas jurídicas da área médica, porque as receitas desse setor costumam ser elevadas, superando o limite de faturamento de R$ 4,8 milhões enquadráveis nesse regime. Ainda mais porque, na realidade do mercado de contratação atual, os profissionais costumam se associar em torno de uma personalidade jurídica – logo, o faturamento é resultado da soma das receitas de todos os envolvidos. Um caso que ilustra são os grupos de anestesistas constituídos para prestar serviços em hospitais.

Há uma saída?

Os profissionais precisam lançar mão de suas representações para acompanhar a tramitação e agir no sentido de adequar o texto da reforma tributária à realidade do mercado. A proposta prevê, por exemplo, que serviços considerados essenciais possam ter alíquotas reduzidas. É por essa diferenciação que os médicos devem pleitear.

Mas, independentemente disso, vale a recomendação de investir em planejamento tributário. Um planejamento tributário bem feito é capaz de fazer um diagnóstico da empresa, no aspecto financeiro e fiscal. Com isso, é possível escolher o melhor caminho e tomar as melhores decisões, como utilizar benefícios existentes para aliviar a carga tributária.

Aos profissionais da área médica, o ideal é que a consultoria seja especializada no setor de saúde, que dispõe de muitas especificidades nem sempre compreensíveis por consultorias generalistas. Entre em contato com a Mitfokus para saber mais.

Posted by Imprensa Mitfokus in Dados na Medicina, 0 comments
Planejamento financeiro: saiba a importância durante a residência

Planejamento financeiro: saiba a importância durante a residência

Garantir o gerenciamento das finanças permite ter mais tranquilidade emocional em um dos momentos mais aguardados da profissão

Planejamento financeiro. Após a faculdade de medicina, muitos estudantes optam pela residência médica, programa de pós-graduação destinado a médicos que já se formaram e querem se especializar em uma área.

Além de realizar atendimentos em plantões e emergências, acompanhar pacientes internados ou até mesmo substituir médicos da equipe, precisam lidar com outros desafios, como dívidas estudantis, gastos com moradia, alimentação, transporte, entre outras despesas do dia a dia.

Isso porque muitos residentes dependem de salários modestos. Atualmente, a bolsa-auxílio está no valor mínimo de R$ 4.106,09, conforme portaria do Ministério da Educação, o que é considerado um valor modesto, diante da rotina que os profissionais têm e das finanças que precisam gerenciar.

A melhor maneira de equilibrar os gastos e alcançar metas e objetivos é colocando em prática um planejamento financeiro. A estratégia permite compreender todo o contexto financeiro em que o profissional se encontra para que não gaste mais do que ganha e consiga, até mesmo, ter uma reserva emergencial. 

Então, se você começou recentemente ou pretende fazer residência, confira algumas das principais vantagens em fazer um planejamento financeiro:

Decisões estratégicas

Muitos profissionais terminam a faculdade com dívidas estudantis. Nesse caso, o planejamento financeiro pode ajudar a quitar, aos poucos, o que se deve. Uma alternativa seria buscar outras formas de complementação de renda, para se ter alguma estabilidade financeira.

Controle dos gastos

O planejamento ajuda a mapear as despesas fixas e variáveis. As fixas são os gastos essenciais, que incluem aluguel, luz, alimentação, transporte, cursos, seminários, entre outros. As variáveis correspondem àquelas que nem sempre estão previstas e não são essenciais, como um show, um jantar em restaurante mais oneroso, uma viagem, entre outras. Então, controlando esses gastos e fazendo escolhas inteligentes em relação às suas finanças, é possível ficar no azul no fim do mês.

Cuidados emergenciais

Existem profissionais com diferentes realidades. Tem quem consegue obter uma renda maior do que a bolsa-auxílio e tem quem depende dela. Mas, independentemente de quanto se ganha, só é possível poupar com planejamento.

Neste sentido, poupar e criar um fundo de emergência ajuda os residentes médicos a lidar com imprevistos e a driblar os momentos de tensão, seja para compra de medicamentos, seja para aumento nas contas, manutenção do carro, ou até mesmo para o próximo passo profissional.

Planejar faz bem à saúde

Uma pesquisa realizada pela Provu e divulgada pelo Estadão aponta que 93,8% dos entrevistados já se sentiram estressados por causa de dívidas. Imagine cumprir um plantão preocupado porque não conseguiu pagar o aluguel?! O estresse financeiro pode tirar o sono.

E começar a carreira assim não é nada bom, não é mesmo? Ainda mais para residentes que já enfrentam muitas demandas na carreira. Por isso, procure gerenciar suas finanças de ponta a ponta. O planejamento permite ter tranquilidade financeira para se concentrar 100% na meta que é você se especializar no que sempre sonhou. Fale com um consultor da Mitfokus para iniciar seu planejamento financeiro.

Agora que você já conhece as vantagens do planejamento financeiro, entenda outras questões importantes para o início da carreira médica.

Posted by Imprensa Mitfokus in Conteúdo para Médicos, 0 comments