Eficiência financeira médica

Vamos te guiar através de estratégias comprovadas para alcançar a eficiência financeira médica.

A medicina apresenta seus desafios, especialmente no que tange à gestão financeira.

Como médico, você se esforça para fornecer os melhores cuidados aos seus pacientes, mas também deve garantir que sua prática médica e finanças pessoais estejam em ordem.

Portanto, entenda sobre:

  • A importância de analisar seu cenário atual
  • Otimização de custos
  • Planejamento tributário
  • Benefícios fiscais previstos em lei que reduzem a carga tributária
  • Educação financeira

Entre outros assuntos. Aproveite as dicas, estratégias e exemplos práticos para que você possa tomar decisões financeiras informadas e ter eficiência financeira médica.

O que o médico precisa saber antes de solicitar um empréstimo?

O que o médico precisa saber antes de solicitar um empréstimo?

Solicitação do recurso, se não tiver uma análise prévia feita por um especialista, pode resultar em dívidas e riscos de perdas de bens

O que o médico precisa saber antes de solicitar um empréstimo? Essa é uma dúvida bastante comum, e são vários os motivos que levam o profissional da área da saúde a solicitar um.

Seja para abrir sua própria clínica ou consultório, fazer uma especialização, pagar dívidas, entre outros. Na prática, o crédito pessoal pode ser uma boa opção para o profissional da saúde em diferentes momentos da sua vida, vez que a taxa de juros geralmente é menor do que em outras modalidades. 

Mas, antes de falar se essa é ou não uma boa opção, é importante esclarecer o conceito de empréstimo, uma expressão amplamente conhecida no Brasil. 

O que é um empréstimo bancário?

Na prática, se trata da concessão de dinheiro por uma instituição financeira a uma pessoa, seja física ou jurídica. 

Em contrapartida, o banco ou instituição que disponibiliza os fundos espera receber o montante de volta, com pagamentos parcelados e juros. 

Antes de liberar o valor solicitado, é necessário cumprir certos critérios, incluindo a assinatura de um contrato que estabelece penalidades significativas por atrasos. 

Além disso, a pessoa que busca o empréstimo precisa atender a alguns requisitos, como não ter dívidas financeiras ou tributárias. E isso vale, inclusive, para os médicos recém-formados.

Empréstimos x financiamentos

Você pode se confundir entre empréstimo e financiamento, acreditando que ambos são termos equivalentes. Entretanto, essa não é a realidade. 

Como citado anteriormente, um empréstimo envolve a concessão de crédito para que o cliente possa utilizar o dinheiro como preferir. 

Já um financiamento tem um propósito específico definido antecipadamente, como a aquisição de uma casa própria ou um veículo, por exemplo.

Geralmente, os financiamentos têm valores mais elevados. Portanto, as instituições financeiras, antes de concederem o bem, solicitam alguma garantia de que o pagamento será feito dentro do prazo estipulado. Neste caso, as taxas de juros são menores.

Assim, é comum que a burocracia para a aprovação de um financiamento seja substancialmente maior em comparação ao empréstimo. 

Frequentemente, o empréstimo demanda apenas um comprovante de renda, além dos documentos essenciais como RG, CPF e comprovante de residência.

Custos

Cada empréstimo possui um custo que varia conforme o montante solicitado e a taxa de juros atual estabelecida pela instituição financeira. 

Além disso, esses juros aumentam à medida que o tempo de pagamento do empréstimo se estende. 

Embora os prazos possam chegar a 60 meses, as instituições financeiras costumam oferecer as simulações comuns para parcelamentos de até 48 vezes.

Além das penalidades por atraso ou falta de pagamento, muitas instituições financeiras requerem uma garantia, como um bem, para conceder um empréstimo. 

Portanto, antes de solicitar um empréstimo, todo médico deve considerar uma coisa: o montante total a ser pago de volta será sempre consideravelmente maior do que o valor inicialmente solicitado. 

Além disso, é importante refletir sobre a possibilidade de que usar um empréstimo para quitar uma dívida possa, de fato, resultar em um aumento ainda maior da dívida. Pondere bem esses aspectos.

Portanto, antes de solicitar um empréstimo, o melhor que o médico pode fazer é analisar todas as contas, observando se o pagamento das parcelas não vai afetar mais do que 30% de sua renda.

O que fazer antes de solicitar um empréstimo?

É importante salientar que a taxa média de juros cobrada para empréstimo pessoal pelos principais bancos brasileiros foi de 7,99% ao mês em agosto deste ano, um acréscimo de 0,34 ponto percentual em relação ao mês anterior, que ficou no patamar de 7,65% [julho de 2023].

A Mitfokus Contabilidade Médica recomenda que os médicos se façam algumas perguntas importantes antes de assinar um contrato de empréstimo. 

Essas perguntas são fundamentais para avaliar a verdadeira necessidade do recurso adicional, garantir que o tomador do empréstimo esteja agindo com responsabilidade e auxiliar na tomada de decisões financeiras conscientes e informadas:

  • Minha renda mensal me permite pagar cada parcela pontualmente, sem atrasos?
  • Caso eu enfrente uma emergência financeira, como planejo quitar o empréstimo?
  • Vale a pena o esforço despendido considerando os juros envolvidos?

Depois dessas questões devidamente respondidas, se o médico achar que vale mesmo a pena pegar um empréstimo, o passo seguinte é pesquisar as melhores taxas de juros entre as instituições financeiras com credibilidade no mercado. 

Outro conselho importante é ler o contrato com muita atenção, analisando cada detalhe e tirando dúvidas.

Ao saber exatamente o que médico está assinando, é possível conseguir garantir o cumprimento dos direitos e deveres entre cliente e instituição financeira.

Evite problemas ao pedir um empréstimo

O grupo Mitfokus oferece recursos para que os profissionais da saúde que precisam tomar empréstimo evitem problemas que poderiam ser sanados no momento da análise do documento. 

Dessa forma, os especialistas da Mitfokus analisam se não há outro meio de se conseguir ampliar as finanças, sem correr riscos que muitas vezes são desnecessários.

Outro recurso ofertado pelo grupo Mitfokus para auxiliar o médico, é o planejamento tributário

Com ele, o médico consegue identificar as melhores opções de deduções, que são abatimentos de valores na base de cálculo do imposto devido aos cofres públicos, bem como aproveitar benefícios fiscais previstos em lei, reduzindo legalmente os custos operacionais da sua empresa.

Portanto, a consequência de uma melhor organização fiscal, é a otimização das finanças, o que garante ao médico mais vantagem competitiva. 

Assim, os recursos poupados podem ser reinvestidos em áreas-chave para fazer o negócio prosperar em termos de pesquisa, tecnologia, desenvolvimento, e estrutura para enfrentar a concorrência e se manter no mercado. 

Agora que você já sabe tudo o que o médico precisa saber para solicitar um empréstimo, entre em contato com a Mitfokus clicando aqui, para fazer o seu planejamento tributário. 

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, Conteúdo para Médicos, 0 comments
A importância da saúde financeira para os médicos

A importância da saúde financeira para os médicos

Para ter sucesso na área médica não basta apenas uma excelência clínica, mas também uma boa gestão financeira.  

Você sabe qual a importância da saúde financeira para os médicos? Uma carreira financeiramente saudável está diretamente ligada a uma prática médica sustentável e também a uma melhor qualidade de vida ao profissional da área da saúde. 

Nesse sentido, na semana em que celebramos o Dia do Médico, confira a importância da saúde financeira na área médica em diversos aspectos.

A sustentabilidade do seu negócio na área da saúde

Com uma boa gestão financeira, você tem um fluxo de caixa saudável. Isso permite que a sua clínica consiga operar com tranquilidade, pagar fornecedores, impostos e outros encargos em dia. 

Além disso, pode investir mais no seu negócio, comprando equipamentos e tecnologia para otimizar a gestão da clínica e melhorar o atendimento ao paciente.

Se você tem saúde financeira, consegue ainda criar uma reserva de emergência para imprevistos ou tempos difíceis. Garantindo assim, que a sua clínica esteja segura, e você também.

Ademais, sem preocupações financeiras, você pode se concentrar em exercer sua profissão com maestria e melhorar os processos da clínica, oferecendo um serviço de maior qualidade.

Educação continuada e qualidade de vida além da profissão 

Com uma boa gestão financeira na clínica, consequentemente você terá lucros maiores, garantindo uma boa renda. Com essa renda, você tem estabilidade para investir seu tempo e dinheiro em questões importantes além da prática médica.

Como por exemplo, a sua educação continuada. Uma vez que, é fundamental que o médico busque atualização profissional em cursos, conferências e seminários a fim de oferecer diagnósticos mais precisos e tratamentos avançados aos pacientes.

Além disso, com uma clínica financeiramente saudável, você consegue ter processos bem estabelecidos e uma equipe bem preparada, para que você possa dedicar tempo de qualidade a sua família.

No mais, é essencial aproveitar a vida além da profissão. Com saúde financeira, você pode investir o seu tempo em viagens, hobbies, entre outros.

Aposentadoria garantida

Com saúde financeira, você pode reinvestir os lucros e criar fontes de renda passiva em outras clínicas, negócios ou até mesmo com investimentos no mercado financeiro. Conseguindo portanto, programar sua aposentadoria de diversas formas com tranquilidade.

Em se tratando de planejamento tributário, um plano de aposentadoria interessante é o PGBL.

Você pode fazer contribuições para o plano, e o valor dessas contribuições é deduzido do Imposto de Renda (IR) no ano em que são feitas, até o limite de 12% da renda bruta anual tributável.

Logo, investindo no PGBL, o médico reduz sua base tributável, algo que pode resultar em um menor pagamento de IR ou no reembolso de impostos.

Nesse sentido, é necessário contar com os serviços de uma contabilidade médica para a ter saúde financeira

Os custos associados à prestação de serviços na área da saúde e manutenção de clínicas são geralmente altos, e 89% dos médicos pagam mais impostos do que deveriam.

Sendo assim, é fundamental que você conte com os serviços de uma contabilidade especializada na área médica para ter saúde financeira.

Isso porque especialistas no setor entendem as complexas regras tributárias médicas e conhecem benefícios fiscais que vão garantir que você pague menos impostos em conformidade com a lei.

E assim, você consegue ter eficiência financeira para garantir a sustentabilidade do seu negócio, uma excelente qualidade de vida e uma aposentadoria tranquila.

Agora que você entendeu a importância da saúde financeira para os médicos, reflita: será que você está pagando mais impostos do que deveria?

Para descobrir, solicite agora seu diagnóstico tributário gratuito com a Mitfokus, clicando aqui.

Posted by Mitfokus in Contabilidade para médicos, Conteúdo para Médicos, Pagar menos impostos, 0 comments
Contabilidade médica é essencial para ter eficiência financeira

Contabilidade médica é essencial para ter eficiência financeira

Seja para propagar sua carreira ou se manter em dia com as obrigações fiscais, é fundamental ter um time contábil de qualidade aliado à tecnologia

Contabilidade médica: Na medicina, a pejotização tem sido um caminho bem percorrido, porque cedo ou tarde o médico precisará ter um CNPJ para trabalhar em hospitais ou clínicas. Ou mesmo para abrir um consultório ou formar uma sociedade. E então, por mais que você trabalhe como um prestador de serviços, é seu objetivo promover saúde financeira para si e para esse CNPJ, que é a sua empresa. 

E esse progresso envolve arcar com o pagamento de impostos, taxas e contribuições sem perder prazos; conhecer as regulamentações fiscais; saber qual regime tributário optar todo começo de ano; se planejar do ponto de vista tributário para evitar erros e multas e várias outras atividades complexas.

Fato é que um profissional que se forma em Medicina, normalmente não estuda sobre contabilidade durante a graduação. Portanto, para ele, atuar como PJ vai muito além de suas atribuições profissionais. 

Assim, ele normalmente busca contratar os serviços de um contador generalista, que não está preparado para lidar com as especificidades da área médica e, como consequência, o médico acaba não aproveitando benefícios fiscais específicos para sua atuação, e tem perdas financeiras enormes devido a erros tributários. Logo, inconscientemente ele pode estar colocando em risco sua eficiência financeira e a possibilidade de sua atividade se manter sustentável no mercado ao longo de toda a carreira.

Assim surgiu a Mitfokus, da dor de um médico que pagava muitos impostos.  Fundada por Julia Lázaro, especialista em planejamento tributário para médicos, a empresa carrega em sua essência a insatisfação com o mercado de soluções contábeis generalistas e pouco eficientes para médicos.

A Fintech conta com um ecossistema contábil que envolve um time de experts na área médica, e uma plataforma inteligente com gestão fiscal e financeira integradas, que permite ao médico emitir notas fiscais facilmente, acompanhar o demonstrativo de sua produção médica com seu faturamento, os impostos e o quanto economizou, fazer a gestão segura de documentos, entre outras funcionalidades. 

Tudo isso, com o objetivo de entregar eficiência financeira para os médicos. Com a Mitfokus, você economiza tempo e dinheiro para investir no que realmente importa: a sua prática médica.

Para saber mais sobre a contabilidade médica da Mitfokus, clique aqui.

Posted by Imprensa Mitfokus in Contabilidade para médicos, 0 comments